Buscar
  • HH

Da onde vem a música Harmonize?

Atualizado: 18 de Jun de 2019




A música tem seus mistérios. Existe algo de inexplicável na emoção que ela nos provoca que há séculos vários artistas, teóricos, professores e curiosos se dedicam ao seu estudo a fim de encontrar explicações, caminhos e formas de repassar o conhecimento daquilo que foi descoberto. Um desses estudos é sobre o que chamamos de Harmonia. Mas o que é Harmonia em música?

Sabemos que na vida a harmonia significa estar em acordo, consenso, equilíbrio, é uma combinação de elementos que nos causa uma sensação agradável. Em música, Harmonia é a ciência que estuda as relações verticais entre as notas, ou seja, a combinação de vários sons tocados simultaneamente e o resultado sonoro dessas relações. Ela estuda os acordes e como eles influenciam o resultado de uma composição, seja agradável ao ouvido, ou não. Harmonia em música não significa dizer que todos os acordes estudados e tocados são agradáveis ao ouvidos e sim que possam descrever sonoramente sentimentos e ideias que sejam passadas através da música.

Em meus estudos, senti a necessidade de expandir o conhecimento sobre Harmonia no Bandolim de 10 cordas. Como tem 5 pares de cordas, este instrumento possibilita, no máximo, acordes com 5 sons diferentes - se afinarmos as cordas dos pares diferentes entre si, achamos outros resultados, vemos isso numa próxima. A partir dessa condição, passei a descobrir um acorde por dia, encontrar o som do momento que tivesse 5 notas diferentes. Durante o processo apareceram alguns com 4 notas diferentes e uma repetida (5) que eram muito belos, então entraram na realização. Em cada acorde, eu extraia uma escala pentatônica, colocando as mesmas notas em uma disposição horizontal. Por exemplo, o acorde de Em7(11). As notas tocadas no acorde aparecem nesta disposição: E B G D A . Estas mesmas notas colocadas melodicamente, fica : E G A B D. Depois de 31 dias e 31 acordes, passei a tentar toca-los em seqüência, com uma pulsação. Escrevi em 12/8. Caramba, depois de tocar e ouvir todos acordes, a música apareceu. Me pareceu uma palheta de imagens diferentes desenhadas pela harmonia. Procurei uma levada que pudesse fazer sentido com aquela informação, que era muito grande. É uma música densa, que contém muito tempo de dedicação. Ela mexe com a memória, com a expressão, com a emoção de uma maneira diferente das outras coisas que já fiz. Pra esta gravação com o Quarteto, escrevi a ideia de levada de bateria para o Edu e a linha de baixo para o Thiago na primeira vez, e na segunda fazemos mais livre, com ideias de improvisação que apareceram no estúdio. O violão foi criado a partir de uma estética do Daniel e também mais livre na segunda vez, interagindo na improvisação com o quarteto. Bora Harmonizar ?




42 visualizações
  • Ícone do Spotify Cinza
  • Ícone da Apple Cinza
  • Ícone do Facebook Cinza
  • Ícone do Instagram Cinza
  • Ícone do Twitter Cinza
  • Ícone do Youtube Cinza